AVISO

Meus caros Leitores,

Devido ao meu Blog ter atingido a capacidade máxima de imagens, fui obrigado a criar um novo Blog.

A partir de agora poderão encontrar-me em:

http://www.arocoutinhoviana.blogspot.com

Obrigado

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Dar Alma à Vida XCVIII



Dar Alma à Vida  XCVIII

Dar Alma à Vida é fomentar o diálogo sobre o melhor ambiente entre os políticos a nível internacional, nacional e local.
Dar Alma à Vida é reconhecer o planeta como uma casa de todos e para todos: desenvolver o melhor ambiente a pensar nesse todo, países ricos e pobres.



Dar Alma à Vida é pensar no bem comum e na interdependência entre todos como único mundo e um único projeto comum.
Dar Alma à Vida é desenvolver as energias renováveis, a agricultura diversificada e promover o bem-estar das florestas, dos seres vivos, sobretudo, os humanos, dos mares e garantir a todos água potável.




Dar Alma à Vida é evitar a poluição e criar novos meios tecnológicos para refrear os males provocados pela poluição do ar, da terra e da água a nível mundial, isto é, incluindo países pobres e ricos sem ninguém ficar de fora.
Dar Alma à Vida é garantir a todos o acesso aos melhores meios ecológicos e quem infringir regras de bem-estar ambiental tem de ser responsabilizado e pagar pelos seus custos.
Dar Alma à Vida é assumir que o planeta em que vivemos é a terra, o ar, a água e os seres vivos próprios de cada sistema.
Dar Alma à Vida é dar vida, e não morte, à obra criada.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

ORAÇÃO RECOLHIDA DA GENTE DA BANDEIRA

ORAÇÃO



Abre Santos, abre Santos três dias antes da Páscoa, desceu o Redentor ao Mundo e seus discípulos mandou chamar, mandou vir um a um, dois e dois se lhe juntaram, o Senhor lhes perguntara: qual de vós quer morrer por mim amanhã.
Olharam uns para os outros e nenhum dissera nada.



Respondeu S.João Batista, que em tempos andava a pregar, por essas montanhas dentro, por essas montanhas fora: Ó Senhor, eu por Vós morreria, mas o cálice da amargura para Vós já está preparado, com muito fel e vinagre.
Quinta-feira pela luz, padecia Cristo Jesus.
Sexta-feira de manhã, já o Senhor caminhava, com a Santa Cruz aos ombros, de madeira bem pesada. Cada passada que dava, o Senhor ajoelhava. Ajuda-me aqui Simão: Ajudo, ó meu Senhor, com a força da minha alma e do meu coração, também.
Sexta-feira, ao meio dia, já Jesus morrer queria, Herodes lhe perguntou: Tremes tu, ou treme a Cruz? O Senhor lhe respondeu: não tremo, nem tremerei, e quem da minha paixão e morte se lembrar, bem me souber meditar; e trinta e três credos me rezar, tudo quanto me pedir, tudo lhe hei—de entregar.
Subiu ao Monte Calvário: Três-Marias lá estavam: uma era Madalena, outra era Virgem Pura, outra era Nossa Senhora que do mais alto se punha. Uma lavava os Santíssimos Pés, outras as Santíssimas Mãos, Nossa Senhora aparava o sangue que do seu lado caía.



Este sangue que aqui cai, cai num cálice Sagrado. O homem que o beber será bem aventurado. Neste mundo será rei, no outro será coroado.
Quem esta oração disser um ano continuado livra cem almas de penas, livra a sua de pecado.

Quem a sabe que a diga, quem a ouve que aprenda, lá no dia de juizo verá que compreende.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Dar Alma à Vida XCVII

Dar Alma à Vida

Dar Alma à Vida é fazer com que os seres vivos possam conviver em ambiente sádio e próprio para o seu crescimento harmonioso.
Dar Alma à Vida é ser honesto e objectivo neste ambiente que envolve um espaço e um tempo e que, entre eles, não há muros intransponíveis. Tudo está tão unido como o átomo e os seus elementos atómicos.
Dar Alma à Vida é criar uma teia, uma rede, uma trama onde nós e a natureza fazemos um todo. Não molduramos a natureza, nem a natureza é a moldura da nossa vida, não queremos ser uma parte mas coexistentes, num todo.


Não somos os maiores, mas humildes servos uns dos outros porque somos obra da criação e o autor é o mesmo. É Deus.
Dar Alma à Vida é desenvolver, sem ignorar, os princípios éticos não podendo legitimar qualquer prática tecnológica que não tenha isso em conta.
Dar Alma à Vida é defender uma ecologia de ambiente, de economia social com a sua integridade até à cultura, desde a local até à mundial.
Dar Alma à Vida é saber dizer que a teoria do “vale tudo” para produzir e consumir vai contra o bem comum, por isso, há que criar as condições de justiça para todos com respeito pelo tempo, o espaço e a vida, mesmo até às 4 ou 5 gerações pelo menos.

Dar Alma à Vida é conservar o património histórico de cada sistema e envolvência.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

ENGENHO DE TIRAR ÁGUA


Este engenho de tirar a água nas escolas do 


meu tempo é hoje uma boa peça de museu...em 

Mazarefes.

Como esta conheci uma na casa de Artur 

Augusto Matos e Maria Rodrigues Amorim, na

 mesma freguesia.

sábado, 10 de setembro de 2016

Padre Sebastião Pinto e Cristo-Rei

Padre Sebastião Pinto, nascido em Viana no ano de 1884. Foi padre diocesano e capelão da Misericórdia de Viana.


Ingressou depois na Companhia de Jesus ( Jesuita) e foi o principal obreiro do Monumento de Cristo Rei, em Almada. Ele e sua mãe na foto.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Fonte chafúrdio na rua da Fonte e Fonte de S. João na Rua de S. João- Reparo, como não se conhece a terrra...


Reparo, como não se conhece a terrra...


Fonte, na rua da Fonte, é diferente de Fonte de S. João, na 

Abelheira e que fica na rua de S. João. Portanto, não à Rua 

da Fonte na Fonte de S. João como se vê em muitos 

documentos actuais que logo se depreende que são próprios

 de quem não conhece Abelheira e fala de cor, sobre um

 assunto oficial em documentos oficiais e que vão ficar na 

história que não é a verdadeira toponímia da cidade e da 

Abelheira.- Acontece em notários, imobiliárias, finanças, 

conservatórias e que só vão trazer confusão a quem, no 

futuro investigue ou agora queira pôr documentos em ordem.



Aqui está a Fonte de chafúrdio, lugar da Fonte e é hoje Rua

 da Fonte a entroncar com a Rua Campos Monteiro e Eça de

 Queiroz.


Esta fonte está assinalada e reconstuida por iniciativa da 


Junta de freguesia de Santa Maria Maior.


Esta foto é de arquivo